web_akoko-drawing

Sobre o projeto:

Este site é a minha forma de dizer muito obrigada à todas as pessoas maravilhosas que conheci em Nova Iorque e que me ensinaram tanto sobre o Candomblé e suas folhas sagradas. É ainda a minha forma de contribuir para a adaptação desta religião, tão rica e tão bela, nesta grande metropolis.

O material descrito neste website foi coletado na cidade de Nova Iorque entre os anos de 2010 a 2013. Uma parte deste material foi coletado através de entrevistas anônimas com Pais-, Mães-, Filhos- e Filhas-de-santo do Candomblé de Nova Iorque, para um projeto de pesquisa que conduzi no 'Economic Botany Institute' do 'New York Botanical Garden' (NYBG).

A outra, foi obtida através de conversas e bate-papos informais com praticantes do Candomblé, Santería, Umbanda e Ifá nesta mesma cidade, e em São Paulo, e também com vendedores de botánicas e lojas de artigos Africanos em Nova Iorque, durante e depois que o projeto do NYBG já havia sido concluído.

O resultado do projeto realizado no NYBG foi sumariado em um manuscrito publicado no jornal Economic Botany. Faça um download da cópia aqui. Para maiores informações sobre este trabalho, por favor visitem o meu website pessoal. Entretanto, eu coletei muitos dados e materiais que não entraram neste trabalho do NYBG, mas os quais relato aqui neste website.

Sobre a autora:

Meu nome é Fabiana e as plantas sempre me fascinaram, talvez por que desde criança, eu sempre estive no meio delas. Eu tive a benção de ter duas avós que sabiam muito sobre plantas. Uma era filha de índia e benzedeira, e a outra, uma daquelas erveiras que a vizinhança costumava a bater na porta pedindo plantinha para isso ou para aquilo. Eu cresci la no meio do interior do Brasil colhendo alecrim e arruda pra fazer banhos e rezas, trançando palha de milho para benzer crianças, e tomando ou fazendo chá de tudo quanto é planta amarga que se possa imaginar.

 

Talvez seja por isso que eu sempre quis estudar as plantas - para tentar entender o segredo mágico que elas guardam dentro si. Eu me formei em farmácia, depois fiz doutorado em química de produtos naturais e pós-doutorado em farmacologia de plantas e produtos naturais. Apesar de ter passado a maior parte da minha carreira profissional desenvolvendo drogas de produtos naturais, eu decidi a abraçar a etnobotânica recentemente, e desde então, também venho procurando incluir mais arte no meu trabalho. Hoje eu procuro combinar o que aprendi sobre ciências farmacêuticas, química, biologia, farmacologia e etnobotânica na luta para a conservação da diversidade cultural e biológica, principalmente no que se refere ao conhecimento tradicional sobre as plantas.

 

Uma cestinha trançada de um material que eu não consigo reconhecer é a única coisa que eu tenho guardado da minha bisavó. Da minha avó ficou algumas preciosas lembranças das rezas e benzeduras que ela fazia, as vezes com um cigarro de palha. Mas o legado do uso das plantas, este se foi. Agora esta é minha luta: tentar preservar o conhecimento e as plantas que ainda estão aqui presentes neste planeta tão lindo, e eu me sinto honrada por ter iniciado este trabalho com o Candomblé.

 

Se alguém se interessar em conhecer o melhor meu trabalho, por favor visite o meu website.

Axé!